Dr. Fernando Giovanella

Especialista em Cirurgia e Traumatologia Buco-maxilo-facial

Mestre em Implantodontia

Ortognática

A cirurgia ortognática está indicada quando o paciente apresenta uma diferença muito grande de proporçoes entre os maxilares, de modo que o engrenamento dentário (oclusão) é ineficiente ou ausente. Nos casos menos graves, com o uso de aparelho ortodôntico consegue-se restabelecer uma oclusão satisfatória, porém, algumas vezes, a discrepância é tamanha que o paciente apresenta alteraçoes estéticas na face, incapacidade de mastigação e fonação. Nestes casos, a cirurgia para o reposicionamento das bases ósseas (cirurgia ortognática) proporciona grande benefício ao pacientes, tanto estético quanto funcional. A primeira etapa baseia-se na consulta com o cirurgião buco-maxilo-facial, onde serão explicados detalhes da cirurgia. A partir daí, inicia-se o preparo ortodôntico, onde os dentes serão alinhados, nivelados e posicionados especificamente para a cirurgia. Este processo é realizado pelo ortodontista com experiencia em preparo ortodôntico para cirurgia ortognática. O tempo que o paciente fica em tratamento ortodôntico, previamente a cirurgia, varia em cada caso, mas geralmente leva em torno de um ano e meio a dois. Após o preparo ortodôntico, o paciente está apto para ser submetido a cirurgia. Exames de imagens e de modelos são realizados para o planejamento final. Sendo a cirurgia ortognática uma cirurgia eletiva (cirurgia não emergencial, com data e hora marcada) vários exames laboratoriais são solicitados para nos certificarmos que o paciente está em perfeita condiçoes de saúde, bem como avaliação pré- anestésica com o anestesista, uma vez que a anestesia geral é empregada. A cirurgia é realizada por dentro da boca para não deixar cicatrizes na pele. Cortes ósseos são realizados em regioes estratégicas dos maxilares, permitindo que estes possam ser reposicionados e fixados com placas e parafusos de titânio, de maneira que promovam efetivo engrenamento dentário e ao mesmo tempo deixe o paciente com a face harmônica esteticamente. Quais os cuidados após a cirurgia? Após a cirurgia, o paciente necessita de repouso absoluto de aproximadamente 5 dias, podendo retornar a suas atividades normais em 14 dias, evitando esforço físico. A alimentação nas primeiras duas semanas será líquida e pastosa e é esperado nesse período um edema (inchaço) na face. Esse edema atinge um pico em 48 horas quando começa a ser reduzido espontânea e progressivamente nas próximas 3 semanas, porém, alguns casos pode levar mais dias. O desconforto pós-cirúrgico bem controlado com medicamentos anti-inflamatórios e analgésicos.

Voltar ao topo